Juventude |
Vigília Ecuménica Jovem
Necessidade de acolhimento permanece nos dias de hoje
<<
1/
>>
Imagem

Como forma de viver a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, no dia 18 de janeiro, os jovens da Diocese de Lisboa viveram um momento de oração com jovens da Igreja Lusitana, da Igreja Presbiteriana e da Igreja Metododista, na Igreja de Santa Isabel, em Lisboa.

Num espírito de comunhão, rezámos juntos a experiência vivida por S. Paulo quando sofre um naufrágio e é acolhido na Ilha de Malta, sob o mote: “Acolher com Humanidade” (cf Act 28,2). A necessidade de acolhimento permanece nos dias de hoje nesse mesmo local, onde centenas de pessoas se encontram expostas à indiferença.

Através do testemunho da Rita Monteiro, voluntária em vários campos de refugiados, e de um jovem sírio que chegou a Portugal há 3 anos, pudemos, juntos, perceber que acolher com uma “amabilidade fora do comum” devia ser a nossa forma de acolher habitual. Este acolhimento, que é recíproco, dignifica não só quem acolhe, mas também quem é acolhido.

É com este espírito de hospitalidade que, tal como nos sugere o Papa Francisco, poderemos tornar o mundo um local mais fraterno e mais humano, ao jeito de Jesus. Esta virtude é essencial para buscar a unidade entre os cristãos, a vontade de Deus para a sua Igreja. 

Proporcionar estes momentos de encontro entre jovens de várias igrejas cristãs, permite que que eles se conheçam e que as relações entre eles sejam fortalecidas fomentando os valores cristãos no mundo.

A Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos decorre de dia 18 a 25 de janeiro, com diversas iniciativas. Os momentos de encontro e partilha terminam com o X Encontro Cristão no dia 1 de Feveiro, no Centro Cultural Olga Cadaval (consulte o site www.encontrocristao.pt para mais informações).

texto e fotos por Serviço da Juventude

 

___________


Jornada Diocesana da Juventude: Encontro diocesano vai proporcionar vivência de Jornada Mundial da Juventude

 

O Serviço da Juventude de Lisboa vai dinamizar a Jornada Diocesana da Juventude, nos dias 28 e 29 de março, na Paróquia de Queluz, na Vigararia da Amadora, e propõe aos participantes uma experiência de Jornada Mundial da Juventude (JMJ).

“Aquilo que queremos é que naqueles dois dias se possa fazer, a este nível diocesano, a experiência que acontece numa Jornada Mundial da Juventude”, disse o diretor do Serviço da Juventude do Patriarcado de Lisboa. Em declarações à Agência Ecclesia, João Clemente explicou que na Jornada Diocesana da Juventude 2020, para poderem “proporcionar uma experiência mais rica” e que de alguma maneira que “toque a experiência da Jornada Mundial da Juventude”, entenderam que “era muito importante que houvesse uma vigília de oração”.

Deste modo, o encontro começa no dia 28 de março, com um “momento artístico, cultural de festival da juventude”, nessa tarde, e a vigília de oração à noite, enquanto na manhã do dia seguinte, estão previstas as “catequeses, os ateliês e workshops” e depois um encontro com o Cardeal-Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente. O diretor do Serviço da Juventude de Lisboa salienta que durante os dois dias os participantes também vão ter a “possibilidade do sacramento da reconciliação”, através do parque do perdão, para além de uma “abordagem à temática vocacional”.

‘Com Cristo ao encontro de todos’ é o tema da Jornada Diocesana da Juventude que une o Sínodo Diocesano e o itinerário para a JMJ Lisboa 2022, que segundo João Clemente é para ir “ao encontro de todos na evangelização, ao encontro de todos na caridade”. “Gostaríamos que tocássemos as várias periferias existenciais, geográficas, sociais nesta jornada: ‘Com Cristo ao encontro dos presos’; ‘com Cristo ao encontro dos bairros socias’, ‘com Cristo ao encontro dos idosos’”, exemplificou João Clemente. O diretor do Serviço da Juventude do Patriarcado de Lisboa adiantou que querem partilhar o testemunho de pessoas que têm trabalhado nessas periferias, com jovens que foram “tocados por Jesus nestas periferias e dão testemunho disso”. “É possível em realidades muito frágeis tocar e conhecer Jesus”, realçou. Na Jornada Diocesana da Juventude, os jovens do Patriarcado de Lisboa vão ser incentivados “com Cristo” a ir ao encontro de muitas periferias, como saírem com Cristo “ao encontro daqueles que são mais frágeis, mais vulneráveis, que estão mais excluídos”.

O encontro acontece dias antes da peregrinação dos jovens a Roma onde vão acolher os símbolos da JMJ – cruz de madeira e ícone de Nossa Senhora ‘Salus Populi Romani’, no dia 5 de abril de 2020, Domingo de Ramos, organizada pelo Comité Organizador do Local (COL) da Jornada Mundial da Juventude em Portugal, com as dioceses.

Em 2022, a Jornada Mundial da Juventude vai decorrer em Lisboa e tem por tema ‘Maria levantou-se e partiu apressadamente’. O anúncio foi feito na anterior edição internacional deste evento a 27 de janeiro de 2019, no Panamá.

texto por Agência Ecclesia

A OPINIÃO DE
P. Manuel Barbosa, scj
No momento em que traço estas notas, o mundo anda em rebuliço: vastíssimos incêndios a ceifar vidas...
ver [+]

António Bagão Félix
Escreveu Miguel Torga na sua carta ao romancista e poeta brasileiro Ribeiro Couto (“Traço de...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES