Juventude |
JMJ 2019
Lisboa a caminho do Panamá
<<
1/
>>
Imagem

O Serviço da Juventude está a preparar uma proposta para que todos os jovens da diocese possam participar na Jornada Mundial da Juventude, no Panamá, no próximo mês de Janeiro.

Depois do Rio de Janeiro, em 2013, da Polónia, em 2016, o Papa Francisco convida os jovens de todo o mundo a reunirem-se na Jornada Mundial da Juventude de 2019, que decorre de 22 a 27 de Janeiro, no Panamá. A menos de um ano do encontro, a diocese de Lisboa está já organizar a peregrinação. "O Serviço da Juventude está a preparar a sua proposta para os jovens da nossa diocese. Estamos na fase de consulta relativa às passagens aéreas para chegarmos ao valor final e também às datas definitivas da nossa viagem”, assegura Cláudia Lourenço, directora do Serviço da Juventude do Patriarcado de Lisboa. “O mês de Janeiro, escolhido para a realização da JMJ, não é o mais favorável tendo em conta o calendário de férias, mas não deixaremos decerto de estar presentes", acrescenta a responsável.

A Jornada Mundial da Juventude de 2019 inspira-se nas palavras «Eis a serva do Senhor, faça-se em Mim segundo a tua palavra» (Lc 1, 38), um tema escolhido pelo Papa Francisco. O hino oficial - com o mesmo título - foi composto por Abdiel Jiménez, catequista e salmista da paróquia Cristo Ressuscitado, em San Miguelito, a cerca de 18 quilómetros da cidade do Panamá, e autor de várias obras litúrgicas. O logotipo também já foi divulgado (ver foto). Foi criado por Ambar Calvo, uma jovem de 20 anos, estudante de arquitectura na Universidade do Panamá. Com a forma de um M e de um coração evocam Nossa Senhora e o seu amor pela humanidade.

O primeiro peregrino a inscrever-se na JMJ foi o Papa Francisco. A 11 de Fevereiro, na janela do apartamento pontifício do Vaticano, o Sumo Pontífice declarou abertas as inscrições. “Convido todos os jovens do mundo a viver com fé e entusiasmo este evento de graça e fraternidade, seja indo ao Panamá, seja participando nas suas comunidades”, disse então o Papa.

Recentemente, o Panamá manifestou a sua intenção de acolher os portugueses no encontro. "Recebemos um convite da Senhora Embaixadora do Panamá para uma reunião e foi um encontro muito agradável, em que nos foi oferecido todo o apoio necessário e foi notório o empenho que rodeia a realização da JMJ nesse país”, diz Cláudia Lourenço. “Será decerto uma boa experiência de acolhimento e de muita alegria, que aliás é uma característica conhecida dos nossos irmãos daquela região."

 

-------

 

Até à Páscoa com a palavra

"Da Palavra nasce a fé", o tema do ano pastoral do Patriarcado de Lisboa, inspirou a realização de quarenta vídeos, protagonizados por jovens da diocese, que serão publicados nas redes sociais do Serviço da Juventude em cada dia da Quaresma.

O objectivo é tornar presente a Palavra como reflexão diária no caminho até Páscoa e também lembrar que Deus está presente e quer falar a cada um não só na Eucaristia mas em cada momento e lugar da nossa vida, mesmo nos mais improváveis. Por isso, nesta série de vídeos, pode-se ver e escutar a Palavra no ginásio, no estádio, no comboio, na missão, por exemplo.

O Papa Francisco, no dia 31 de Janeiro, na sua catequese na Praça de São Pedro, referiu-se precisamente a este tema : "Sabemos que a palavra do Senhor é uma ajuda indispensável para não nos perdermos, como oportunamente reconhece o Salmista que, dirigindo-se ao Senhor, confessa: «A vossa palavra é uma lâmpada que ilumina os meus passos, uma luz no meu caminho» (Sl 119 [118], 105). Como poderíamos enfrentar a nossa peregrinação terrena, com as suas dificuldades e provações, sem ser regularmente alimentados e iluminados pela Palavra de Deus que ressoa na liturgia? (...) A Palavra de Deus percorre um caminho dentro de nós. Escutamo-la com os ouvidos e ela passa para o coração; não permanece nos ouvidos, mas deve chegar ao coração; e do coração às mãos, às boas obras." 

"Até à Páscoa" é o título desta série de vídeos, com produção do Serviço da Juventude e edição do "IVangelho", e que serão publicados em facebook.com/juventudelisboa.

 

 

A OPINIÃO DE
José Luís Nunes Martins
Aquilo que somos depende do que fazemos com o que recebemos. A nossa primeira responsabilidade será...
ver [+]

P. Manuel Barbosa, scj
Dialogar, escutar, discernir: três atitudes a marcar o processo sinodal iniciado em outubro de 2021 com as fases diocesana e nacional.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES