Uma semana com... um padre |
Padre Nuno Coelho: Encarar o dia-a-dia com um sorriso
<<
1/
>>
Imagem
O padre Nuno Coelho, pároco de Cascais, foi o primeiro sacerdote do Patriarcado de Lisboa a partilhar a sua vida através do blog “Uma semana com… um padre”. Nesta iniciativa do Jornal W para assinalar o ano jubilar, ao longo de sete dias o padre Nuno Coelho foi deixando no blog pormenores do seu dia-a-dia…

O Ano Sacerdotal iniciou no passado dia 19, com a celebração da Eucaristia na Basílica da Estrela, em Lisboa. O sábado, dia 20, foi por isso o primeiro dia completo do Ano Sacerdotal e começou, de manhã, com a missa. “É uma daquelas que normalmente me dá mais ‘gozo’ celebrar: é única, não há pressas, pois não é dia de trabalho nem de horários, e a assembleia que se reúne é quase exclusivamente os de missa diária, que quer e sabe celebrar”, relata o padre Nuno, que nesse dia baptiza ainda “três pequeninos”. A noite é dedicada à cultura, com o concerto, na Baía de Cascais, da Mariza, “uma fadista que admiro muito e que finalmente tive oportunidade de escutar ao vivo”. Mas o dia não terminava aqui…

“O domingo é sempre um dia com uma cor e um ambiente diferente. Estamos em família, em festa. A marcar este particularmente há a Inauguração e Bênção de uma nova Igreja no Estoril, paróquia vizinha, e a celebração do Crisma em Cascais”, refere este sacerdote. À tarde é finalmente chegada a hora do Crisma. “O meu coração inunda-se de uma suave alegria”, aponta, sublinhando que D. Carlos Azevedo “conduziu a celebração de uma forma próxima, tocante e bem profunda”: “Tão cedo não esquecerei o rosto, o olhar, o sorriso e até as lágrimas dos que foram ungidos com o Santo Crisma. E eram ‘meus’. Conheço-os, reconheço a acção do Espírito que nos une de uma forma nova”.

Passado o domingo, a segunda-feira “foi um dia de uma santa ‘ressaca’”. Almoço com um dos padres com que trabalha e celebração de duas missas quase de seguida. “É sempre um dilema: chegar a todo o lado e a lado nenhum”. Ao aproximar-se o final do horário normal de trabalho da maior parte das pessoas é chegada a hora de ponta. “São várias as solicitações e dói ter que dizer que não”. Segunda à noite é um dos horários reservados para jogar à bola. “Já lá vai quase um mês desde a última vez que pude jogar”, lamenta.

Na terça-feira, o padre Nuno Coelho decidiu apresentar o seu dia ao contrário! “Só para variar um bocadinho”. A quarta-feira foi um dia marcado por sonhos e projectos para o próximo ano pastoral. Neste dia, pela primeira vez, experimentou a cozinha japonesa. “Não posso dizer que desgostei”, brinca. À tarde, além de continuar a tratar de papelada e de outros assuntos, ainda teve tempo de acompanhar as obras de restauro da igreja paroquial, “que vão decorrendo no seu ritmo natural: lentamente”. Para terminar o dia, antes da habitual conversa e partilha com os padres com quem mora, jantou com o seminarista da paróquia. “Tendo estado cinco anos como formador de Seminário, as vocações sempre foram a ‘menina dos olhos’ da minha vida e atenção pastoral. Sem fazer nada, lá fui sabendo que, da minha geração, de Cascais, há duas irmãs Carmelitas, dois sacerdotes, uma noviça e um seminarista”.

Em teoria, a quinta-feira devia ser o seu dia de folga. Mas não foi! Saiba porquê em http://umasemanacom.blogspot.com. E é chegado o último dia desta “Semana com… um padre”. Também aqui, “ao recordar o dia apetece-me dizer erradamente que este foi marcado pelo que deixei de fazer”.

E terminou: “Não sei como terminar estas ‘crónicas’… Não estou habituado a comunicar desta maneira. Espero que, de facto, seja tudo para glória de Deus e que possa ser útil para alguém se aproximar um pouco mais d’Ele e da sua Igreja”.

 

 

Comentários e opiniões

 

“Muitos parabéns pela iniciativa! Esta é uma boa ideia para aproximar os padres do resto do mundo, de os apresentar para lá do altar.”

Nélson Faria

 

 “Que bonito!!! Gostei muito da iniciativa, muitos parabéns! É uma boa forma de apresentar aos jovens a vida sacerdotal!”

Sandra Dantas

 

“A vida do Padre não é fácil... Precisamos todos de o ajudar com a nossa oração e amizade.”

Maria João

 

“Para além de algo inédito, acho a ideia do blog "Uma semana com... um padre" genial e apraz-me verificar que a vida dos padres, afinal, não é nenhum tabu e que até pode ser contada na net.”

Ana Maria Pimenta

 

“Em Ano Sacerdotal que melhor ideia que conhecer por dentro a vida dos sacerdotes da nossa diocese? Muitos parabéns ao padre Edgar e à sua equipa!”

PQ

 

“Acompanhei o blog para ver como é a realidade de um padre em Portugal e compara-la com a de onde moro [Cotriguaçu, no Brasil]. No ano que vem irei para o Seminário menor de minha diocese. Começando por este blog, vejo que este ano sacerdotal será um ano abençoado.”

Elivelton Ribeiro de Brito

 

“Óptima iniciativa, que valoriza o sacerdócio e o sacerdote. Sou brasileiro e já estive em Cascais. Se a sua Igreja é aquela do centro da cidade, ali estive em oração.”

Lourival Gonçalves de Oliveira

 

“Fiquei mais rica ao ler os seus comentários. Como sempre, a dar muita importância aos jovens.”

Teresa

 

“Apenas para lhe dizer que gostei de acompanhar a sua semana tão cheia. E eu que pensava que trabalhava muito...”

José Tomaz de Mello Breyner

 

Deixe também o seu comentário, opinião ou sugestão directamente no blog “Uma semana com... um padre” ou através do e-mail olharpublico@gmail.com

Diogo Paiva Brandão
A OPINIÃO DE
José Luís Nunes Martins
i) Deus está na alegria e na tristeza. Está sempre presente, ainda que muitos dos que se sentem alegres...
ver [+]

P. Manuel Barbosa, scj
Qualquer reforma é um dinamismo permanente na vida das pessoas e instituições. Nesse sentido se entente...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES