Juventude |
Taizé – Encontro Europeu em Estrasburgo
Ecumenismo une jovens em oração
<<
1/
>>
Imagem

Todos os anos em Dezembro, entre o final do ano velho e o início do novo, a Comunidade de Taizé organiza um Encontro Europeu de Jovens. Um encontro que tal como a própria comunidade é ecuménico, juntando Católicos, Protestantes e Ortodoxos. Este ano o encontro foi na cidade de Estrasburgo, em França, numa região da Europa que hoje é símbolo de reconciliação, depois de ter sido uma região marcada pelas guerras do século XX.

 

Assim que os peregrinos iam chegando à cidade, ficavam surpreendidos pela hospitalidade das cerca de 10.000 famílias que os acolheram. O número de casas disponíveis para acolher os jovens foi elevado e, por isso, permitiu que não fosse necessário abrigar peregrinos em escolas ou igrejas. O encontro contou com cerca de 20.000 jovens. Entre eles contavam-se cerca de 300 portugueses e destacavam-se, pelo seu grande número, os jovens Polacos e Ucranianos que eram, respetivamente, 4.500 e 2.600. Por entre conversas e momentos de partilha, pudemos também encontrar muitos peregrinos que descobriram recentemente Deus nas suas vidas, questionando-se se devem ser Católicos ou Protestantes e esclarecem as suas dúvidas junto de outros peregrinos.

Os dias foram preenchidos por momentos de oração, partilha e workshops nas paróquias e noutros espaços com capacidade para acolherem todos os participantes. Os momentos mais marcantes do encontro foram, como habitualmente, a Vigília de Oração, a Festa dos Povos na noite de 31 de Dezembro para 1 de Janeiro e o almoço de Ano Novo que as famílias de acolhimento partilharam com os seus peregrinos. Ao longo destes quatro dias de encontro, o ambiente esteve sempre repleto de alegria e entreajuda. Mesmo na rua, suportando muito frio, os voluntários não desistiam de dar indicações dos locais através de coreografias e nos pavilhões, onde a comida era distribuída de uma forma criativa, a expressão "bom apetite" era acompanhada por um largo sorriso.

 

100º aniversário do nascimento do irmão Roger

A "Peregrinação da Confiança", cuja caminhada se iniciou no ano de 2012, tem como objetivo seguir "Rumo a uma nova solidariedade" e para 2014 propõe "Procurar a comunhão visível de todos os que amam Cristo". Tendo em conta este plano de ação, em pequenos grupos, foi discutido o papel de cada um para concretizar as quatro propostas deixadas pelo Irmão Alois, prior de Taizé: juntar-se à comunidade local que reza; alargar a amizade para lá das fronteiras que nos prendem; partilhar e rezar regularmente com outras pessoas; tornar mais visível a comunhão de todos os que acreditam em Cristo.

Num dos momentos do encontro foi partilhado o resultado de uma peregrinação que o Irmão Alois, acompanhado de outros irmãos da comunidade, fez à Ásia, com o intuito de ir ao encontro dos Cristãos que habitam aquele continente. Os Cristãos daquele continente foram sempre lembrados nas orações. São um povo em minoria mas ao mesmo tempo "muitos são um fermento da paz e da liberdade, nos sítios onde se encontram".

Neste ano de 2014 esta peregrinação irá continuar, mas desta vez no continente Americano e terminará com um encontro em Taizé no mês de Agosto de 2015, celebrando assim o 75º aniversário da comunidade e o 100º aniversário do nascimento do irmão Roger. Ao terminar esta peregrinação todos os jovens partiram para as suas casas com a confiança de que, apesar de todas as diferenças, é a oração que une os Cristãos.

O próximo Encontro Europeu de Taizé será na cidade de Praga de 29 de Dezembro de 2014 a 2 de Janeiro de 2015 com o tema: "Ser sal da terra".

 

texto por Pedro Cachaldora

 

___________________

 

Mensagem do Papa Francisco

 

Os jovens que participaram nesta peregrinação, receberam ainda uma especial mensagem de encorajamento do Papa Francisco, a qual transcrevemos aqui, na integra.

 

Caros jovens,

Roma guarda com alegria a memória do vosso encontro europeu no ano passado e, em particular, da bela oração que reuniu com o Papa Bento XVI milhares de jovens na Praça São Pedro. O Papa Francisco sente-se próximo de vós que estão agora reunidos em Estrasburgo e nas cidades e aldeias da Alsácia e de Ortenau: uma terra lacerada por guerras que causaram incontáveis vítimas, mas uma terra que carrega uma grande esperança, a da construção de uma família europeia. Acontecendo simultaneamente em dois países, o vosso encontro é um sinal. A Europa que atravessou e que atravessa ainda momentos difíceis precisa do vosso compromisso, da vossa fé e da vossa coragem.

Estão reunidos para «procurar a comunhão visível de todos que amam a Cristo». É este o projecto que fixaram para os encontros em Taizé ao longo do ano de 2014. Estão conscientes de que a divisão entre cristãos constitui um obstáculo imenso para a realização da missão que foi confiada à Igreja e que a «a credibilidade do anúncio cristão seria muito maior, se os cristãos superassem as suas divisões» (Exortação apostólica Evangelii Gaudium, n.244). O Papa partilha convosco esta convicção de que podemos aprender tanto uns com os outros, porque as realidades que nos unem são numerosas.

O Papa conta convosco, para que, através da vossa fé e do vosso testemunho, o espírito de paz e de reconciliação do Evangelho irradie entre os vossos contemporâneos. Do fundo do coração, dá-vos a sua bênção, a vós jovens participantes do encontro, aos irmãos de Taizé, bem como aos pastores e a todas as pessoas que vos acolhem em Alsácia e em Ortenau.

 

Papa Francisco

 

___________________

 

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos: Celebração Ecuménica Nacional, em Lisboa

 

No próximo dia 25 de Janeiro, na Catedral de S. Paulo, em Lisboa, pelas 18H00, acontecerá a Celebração Ecuménica Nacional que terá como tema “Estará Cristo dividido?” (1Cor 1,13).

Neste ano cabe à Diocese de Lisboa, acolher esta Celebração Nacional que se enquadra no Oitavário de Oração pela Unidade dos Cristãos, celebrado em todo o mundo desde 1908, e receberemos por isso diversos hierarcas e comunidades cristãs do nosso país das Igrejas Presbiteriana, Católica, Metodista, Lusitana e Ortodoxa.

Um dos pontos altos deste encontro de oração será a assinatura de uma Declaração de Reconhecimento Mútuo do Baptismo entre as Igrejas, um sinal evidente do caminho de unidade que se vai construindo. É uma oportunidade única para presenciar um momento histórico e experimentar, tanto do que nos une, num verdadeiro ecumenismo espiritual que se revela cada vez mais presente e necessário.

textos pelo Serviço da Juventude do Patriarcado de Lisboa
A OPINIÃO DE
P. Manuel Barbosa, scj
1. Em setembro de 2008, cerca de 800 pessoas de todas as Dioceses de Portugal participaram em Fátima...
ver [+]

José Luís Nunes Martins
A vida é feita de inúmeras perdas. Todos os dias o nosso caminho segue enquanto há algo que temos de deixar para trás.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES